Guiões para a Leitura Orientada "Robinson Crusoé"

Guiões para a Leitura Orientada "Robinson Crusoé"

Daniel Defoe, Ana Serra, Conceição Ludovice Paixão, Maria Helena Alexandre
ISBN: 978-972-680-369-0
Edição/reimpressão: 03-2002
Editor: Raiz Editora / Lisboa Editora
Código: 02369
ver detalhes do produto
6,90€ I
5,52€ I
-20%
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
EM
STOCK
6,90€ I
5,52€ I
COMPRAR
I 20% DE DESCONTO IMEDIATO
I Em stock - Envio 24H

DETALHES DO PRODUTO

Guiões para a Leitura Orientada "Robinson Crusoé"
de Daniel Defoe, Ana Serra, Conceição Ludovice Paixão, Maria Helena Alexandre
ISBN: 978-972-680-369-0
Edição/reimpressão: 03-2002
Editor: Raiz Editora / Lisboa Editora
Código: 02369
Dimensões: 210 x 297 x 6 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 64
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Ensino > Ensino > Apoio Escolar > Apoio Escolar > 5ª Classe > 6ª Classe > Leituras Orientadas > Leituras Orientadas

sobre Daniel Defoe

Daniel Defoe
Daniel Foe — o apelido só seria alterado pelo autor em 1695 para Defoe — (1660-1731), é considerado por muitos o primeiro romancista de língua inglesa. Foi comerciante, economista, jornalista e espião antes de escrever o seu primeiro romance, As Aventuras de Robinson Crusoe, aos sessenta anos.
Tendo testemunhado na infância a Peste e o Grande Incêndio de Londres, acabou por se transformar num apaixonado por viagens depois de conhecer profundamente países como a França, Espanha e os Países Baixos. Com uma vida extremamente aventurosa, esteve encarcerado por dívidas e lutou durante um breve período de tempo na rebelião do duque de Monmouth. Poucos anos depois começou a escrever panfletos político-satíricos que, de novo, o iriam conduzir à prisão. Por intervenção de um ministro Tory, acabaria por ser libertado e durante onze anos viria a ser agente secreto e jornalista político dos Tories. Deliciou-se durante toda a vida na representação de diversos papéis e disfarces, utilizando-os com grande efeito como espião, e escreveu mais de quinhentos livros, panfletos e artigos jornalísticos abrangendo tópicos como a política, crime, religião, geografia, matrimónio, psicologia e sobrenatural. Morreu na cidade de Londres em 1731, segundo se diz de «uma letargia».
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK