Robinson Crusoé

Daniel Defoe
avaliação dos leitores (3 comentários)
(3 comentários)
ISBN: 978-972-680-334-8
Edição/reimpressão: 12-2019
Editor: Raiz Editora / Lisboa Editora
Código: 02334
ver detalhes do produto
9,90€ I
7,92€ I
-20%
EM
STOCK
COMPRAR
-20%
EM
STOCK
9,90€ I
7,92€ I
COMPRAR
I 20% DE DESCONTO IMEDIATO
I Em stock - Envio 24H

SINOPSE

Robinson Crusoé, na consagrada adaptação de John Lang, é uma das obras recomendadas no Plano Nacional de Leitura e pelas Metas Curriculares de Português para a educação literária, no 6.° ano.

Esta obra clássica da literatura de viagens transporta-nos através dos mares até à ilha perdida onde o herói, Robinson Crusoé, vive aventuras que desafiam a nossa imaginação.
Ver Mais

COMENTÁRIOS DOS LEITORES

Muito bom
Elisabete Luzio | 2014-11-26
livro de fácil leitura e compreensão que leva o leitor facilmente a sentir-se contextualizar-se na história. Valores como a amizade, espirito de aventura e de sobrevivência sempre presente! Recomendo
Muita aventura
Graça Lopes | 2014-03-09
Que mais podia desejar um aluno de 6.º ano que não fosse uma leitura intensa, repleta de suspense e muita aventura? Tudo isto é oferecido neste livro que, este ano letivo faz parte do Programa Ler +, Uma excelente forma de cativar os alunos a interessarem-se por obras fantásticas, como esta!

DETALHES DO PRODUTO

Robinson Crusoé
de Daniel Defoe
ISBN: 978-972-680-334-8
Edição/reimpressão: 12-2019
Editor: Raiz Editora / Lisboa Editora
Código: 02334
Idioma: Português
Dimensões: 146 x 207 x 11 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 112
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Ensino > Ensino > Apoio Escolar > Apoio Escolar > Livros em Português > Outros > Outros > Contos fábulas e narrativas > Infantis e Juvenis > Contos Fábulas e Narrativas > Livros Infantis e Juvenis

sobre Daniel Defoe

Daniel Defoe
Daniel Foe — o apelido só seria alterado pelo autor em 1695 para Defoe — (1660-1731), é considerado por muitos o primeiro romancista de língua inglesa. Foi comerciante, economista, jornalista e espião antes de escrever o seu primeiro romance, As Aventuras de Robinson Crusoe, aos sessenta anos.
Tendo testemunhado na infância a Peste e o Grande Incêndio de Londres, acabou por se transformar num apaixonado por viagens depois de conhecer profundamente países como a França, Espanha e os Países Baixos. Com uma vida extremamente aventurosa, esteve encarcerado por dívidas e lutou durante um breve período de tempo na rebelião do duque de Monmouth. Poucos anos depois começou a escrever panfletos político-satíricos que, de novo, o iriam conduzir à prisão. Por intervenção de um ministro Tory, acabaria por ser libertado e durante onze anos viria a ser agente secreto e jornalista político dos Tories. Deliciou-se durante toda a vida na representação de diversos papéis e disfarces, utilizando-os com grande efeito como espião, e escreveu mais de quinhentos livros, panfletos e artigos jornalísticos abrangendo tópicos como a política, crime, religião, geografia, matrimónio, psicologia e sobrenatural. Morreu na cidade de Londres em 1731, segundo se diz de «uma letargia».
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK